Smartravel'16

Data
2-12-2016 a 3-12-2016
Parceiros
Seja nosso parceiro
Local
Bragança
Oradores
Prestigiado Painel

Sobre o SMARTRAVEL’16

Já faz parte do calendário de eventos internacionais sobre a temática das Smart Cities.
O SMART TRAVEL nasceu em 2014, num território de baixa densidade populacional, de forma arrojada e provocadora, e ganhou estatuto nos grandes eventos internacionais de PARTILHA de conhecimento, de CAPACITAÇÃO, de apresentação de SOLUÇÕES e ESTRATÉGIAS, para tornar as cidades e territórios mais eficientes nas suas políticas de desenvolvimento, mais eficazes nas suas ferramentas de gestão, mais felizes na sua relação com os cidadãos.
O SMARTRAVEL’16 vai ser, mais uma vez, desafiador.
Desafia os maiores especialistas mundiais, as grandes empresas de tecnologia e inovação, os grandes estrategas na gestão do turismo e das cidades, a trazer ao Nordeste Transmontano o seu conhecimento, investigações e experiências.
Desafia os empresários, os administradores e gestores, os estudantes e investigadores, os empreendedores, os técnicos em administração do território, os técnicos de turismo, os autarcas e os decisores políticos, a marcarem presença, a trazerem também as suas dúvidas, os seus anseios e as suas soluções.
Queremos os MELHORES oradores, contamos com os MELHORES conferencistas.

Smartravel'16

Smartravel'16

Smartravel'16

Smartravel'16

BRAGANÇA, cidade Anfitriã

Não basta ter encanto, não basta ter magia, não basta ter um enorme potencial natural, gastronómico, patrimonial e cultural, é preciso fazer de todas estas capacidades razão suficiente para promover o desenvolvimento social e económico, para fixar a população e para atrair visitantes.
É esse o grande desafio de todo o nordeste transmontano e, particularmente, da sua capital: Bragança.
Esta é a cidade anfitriã do SMARTRAVEL’16.
Uma cidade que se orgulha de toda a sua riqueza cultural e humana mas que quer partilhá-la, que quer abrir as portas ao mundo, que se quer afirmar num contexto nacional e internacional como uma cidade que tem estratégia. E essa estratégia é assente numa postura de abertura, de ânsia por mais conhecimento, de vontade de fazer sempre mais e melhor, de vontade de crescer de forma firme e sustentável.

Smartravel'16

Smartravel'16

Smartravel'16

Smartravel'16

TURISMO E INOVAÇÃO, CIDADES E TERRITÓRIOS

O desenvolvimento das cidades e a dinamização económica, tendo como um dos pilares fundamentais o turismo, são a temática central do SMARTRAVEL’16, e não podia ser de outra forma. Sem dinâmica económica as cidades e os territórios não progridem, não fixam pessoas, não garantem a felicidade de quem as habita. E o TURISMO é viso como um pilar fundamental para promover essa dinâmica.
É este setor de atividade que, conjugando a natureza, o património e a cultura, o comércio e os serviços, pode e deve ser o grande motor impulsionador do desenvolvimento económico regional.
Esta aposta exige INOVAÇÃO nas ideias, nas ferramentas, na postura que se adopta, quer a nível promocional, quer na recepção e tratamento do visitante.
O SMARTRAVEL’16 vai revelar casos de estudo, exemplos de sucesso daquilo que já foi feito noutras CIDADES e TERRITÓRIOS pelo mundo. Do exemplo se faz novo conhecimento, se questiona e se vislumbra o caminho.
O que já fizeram cidades e territórios Smart? Como conseguiram alcançar o sucesso? Como conseguir envolver a comunidade local?
São respostas que o SMARTRAVEL’16 espera, dos vários exemplos que traz a Bragança.

Prestigiado Painel de Oradores

Igor Calzada
Igor Calzada
Investigador Sénior; Professor “Urban Transformations”, Universidade de Oxford
Dimitrios Buhalis
Dimitrios Buhalis
Coordenador Departmento Turismo e Hospitalidade; Director do eTourism Lab na Universidade de Bournemouth
Uri Ben-Ari
Uri Ben-Ari
Smart City Expert; fundador e presidente do fundo Athena
Susana Conde
Susana Conde
Especialista em turismo sustentável
José Carlos Mota
José Carlos Mota
Professor Auxiliar da Universidade de Aveiro e investigador do GOVCOPP
Dominika Belanská
Dominika Belanská
Arquiteta, Placemaker & Inovadora Urbana
Vitor Pereira
Vitor Pereira
Jornalista/Blogger/Estratega Urbano
Hernâni Dias
Hernâni Dias
Presidente da Câmara Municipal de Bragança
Miguel de Castro Neto (NOVA CIDADE/NOVA IMS)
Miguel de Castro Neto (NOVA CIDADE/NOVA IMS)
Professor Universitário/NOVA IMS & Coordenador da iniciativa NOVA Cidade
Gil Nadais
Gil Nadais
Presidente da Câmara Municipal de Águeda
Helena Videira
Helena Videira
Diretora da ZASNET, AECT
Catarina Selada
Catarina Selada
Diretora da Unidade de Cidades da INTELI – Inteligência em Inovação, Centro de Inovação
Artur Cascarejo
Artur Cascarejo
Diretor do Parque Natural Regional do Vale do Tua
D. José Cordeiro
D. José Cordeiro
BISPO DA DIOCESE DE BRAGANÇA-MIRANDA
Carlos Monteiro
Carlos Monteiro
Vice-Presidente da Câmara Municipal da Guarda
Paulo Afonso
Paulo Afonso
Director Rádio Brigantia
António Pombinho
António Pombinho
Vereador na Câmara Municipal de Loures
Miguel Brito Campos
Miguel Brito Campos
INDRA Portugal, SA
Teresa Ferreira
Teresa Ferreira
Diretora de Desenvolvimento e Inovação do Turismo de Portugal, I.P.

Atualize-se

*Campos Obrigatórios

Programa

Abertura e Recepção

Hernâni Dias – Promotor do Evento

Vídeo de Abertura
Mensagem de Boas-vindas

Teresa Ferreira (Turismo de Portugal)

Notas de Abertura

Vitor Pereira - Smart Travel Event Chairman

Igor Calzada

Tema: Conectando Talento (Cidadãos) em Regiões (Inteligentes) Remotas

Miguel De Castro Neto

Tema: Território 4.0

Coffee-Break – Networking

Catarina Selada (A Voz das Cidades)

gil_miniÁGUEDA
Gil Nadais - Presidente da Câmara Municipal de Águeda

gil_miniBRAGANÇA
Hernâni Dias - Presidente da Câmara Municipal de Bragança

gil_miniGUARDA
Carlos Monteiro - Vice-Presidente da Câmara Municipal da Guarda

gil_miniLOURES
António Pombinho - Vereador na Câmara Municipal de Loures

Uri Ben-Ari

Tema: 3D Smart City Strategies

Smart Lunch

Notas de Abertura

Vitor Pereira - Smart Travel Event Chairman

Susana Conde

Tema: Porque os destinos e empresas turísticas devem apostar no Turismo Sustentável

Dimitrios Buhalis

Tema: Smart Tourism and destination ecosystems for Tourism and Hospitality

Paulo Afonso (Forças Vivas Locais)

gil_mini Helena Videira
Diretora da ZASNET

gil_mini Artur Cascarejo
Diretor do Parque Natural Regional do Vale do Tua

gil_mini D. José Cordeiro
Turismo Religioso - Bispo da Diocese de Bragança-Miranda

Coffee-Break – Networking

Miguel Brito Campos (INDRA)

Tema: Smart Regions

José Carlos Mota (UNI. AVEIRO)

Tema: Edifícios Inteligentes (e Cidades) precisam "construtores" de Cidades Inteligentes

Dominika Belanská

Tema: Criando lugares para a diversidade

Encerramento

Cocktail e Foto de Família

Tour Silenciosa Bragança

Duração: 2 horas
Máximo: 20 participantes

Explorar a cidade através de uma Silent Tour feita à medida – um passeio alternativo que permite um envolvimento respeitoso e refletivo com o local. Ficar a conhecer esta cidade com imenso potencial enquanto utilizamos as nossas mais preciosas e inatas qualidades – a movimentação dos corpos e o interface individual dos sentidos humanos. Ao contrário das visitas guiadas habituais, os participantes, nesta experiência, não serão apenas consumidores passivos dos locais de interesse com “factos e ficções”, mas ativos co-criadores da sua própria experiência. A Silent Tour vai permitir que os participantes se envolvam de forma imersiva numa contemplação focada nos locais visitados contribuindo, no final, com as suas próprias experiências individuais, numa discussão e debate posterior.
A Experiência é dirigida tanto a residentes como visitantes da cidade que se juntam e unem numa interessante estimulação sensorial e troca de observações e ideias acerca de potencial, qualidades e desafios da Cidade de Bragança.
Esta experiência acontece a locais previamente determinados, cada participante é munido de informação base, meramente técnica, não existe qualquer guia a orientar o percurso e não há diálogo entre os participantes, de forma a não influenciar ou condicionar a percepção e experiência individual.

Uma experiência diferente
A Silent Tour Bragança suporta-se numa experiência organizada pela primeira vez em Bratislava (Eslováquia) onde a perspectiva “silent walk” foi usada na ‘framework’ do Nomadic Arts Festival 2016, com o objectivo de envolver vizinhos e residentes com o seu ambiente habitual, de uma forma oposta à quotidiana, recorrendo a uma investigação mais performativa e processual. Foi desenvolvida também em Berlim, onde foi usada para o desenvolvimento de um guia turístico individualizado e alternativo, integrando o workshop Berlin Unlimited by Urban Transcripts.

Acerca da tutora do Workshop
Dominika Belanská, Arquiteta e “Place Maker”, residente em Bratislava, Slovakia. Dominika promove relações entre comunidades e os ambientes que as rodeiam através de uma colaboração prática em “city-making”. Trabalha especialmente em base local ajudando as comunidades a transformar espaços urbanos abandonados ou desaproveitados em espaços com sentido e atrativos, p. ex. ela é co-fundadora do primeiro “terraço verde” (horta urbana) na Eslováquia (POD PYRAMIDOU). Trabalha também ao nível estratégico onde tem como objetivo ajudar ong’s, academias, os sectores público e privado a colaborarem para criar um impacto social positivo., p.ex. como responsável de projeto no desenvolvimento de cooperação entre vizinhos (Obchodná ulica a okolie).

Bragança Cultural

Ponto de encontro: no interior da cidadela, frente ao Castelo
9h00 - Visita guiada na cidadela de Bragança
10h00 - Visita ao Museu Ibérico da Máscara e do Traje
11h00 - Visita ao Centro de Arte Contemporânea Graça Morais
12h00 - Passagem pela Banca de Natal na Praça da Sé.
12h30 - Patinagem na pista de gelo natural

Bragança em estado puro

Ponto de encontro: Saída Praça Cavaleiros de Ferreira
Visita a oficinal artesanal de navalhas (Aveleda) e caminhada Rural em Rio de Onor (5 km), acompanhada por técnico da Unidade de Desporto e Juventude do Município.
No final degustação de produtos regionais.

Bragança Inovadora e Sustentável

10h00 - Visita aos edifício-sede do Município de Bragança.
11h00 - Visita ao Brigantia Ecopark

EXPERIÊNCIAS TERRITORIAIS

No dia 3 de Dezembro, segundo dia do SMARTRAVEL’16, a cidade e o território oferecem aos congressistas a oportunidade de viverem experiências originais, diferenciadoras.
Bragança recebe, exibe-se, deixa-se provar, deixa-se sentir. Aceite o convite!

Testemunhos SMARTRAVEL

”O Smart Travel é um dos eventos que mais conhecemos em Portugal.
As cidades cada vez têm maior importância quando falamos de promoção económica e, neste momento, é fundamental repensar as cidades e dotá-las de instrumentos para que essa promoção se concretize. Este evento foi muito importante para isso.”

Esteve Almiral, Director of CIC- Center for Innovation in Cities

”Inicialmente fiquei até intrigada com o conceito do Smart Travel. Agora aqui percebi como foi inteligente este evento, como foi capaz de trazer conhecimento para a gestão das cidades, é necessário ter inteligência para tirar proveito de forma sustentável.

Saskia Beer, Zo!City

”O Smart Travel é fantástico e foi uma óptima ideia trazer o conceito de inovação urbana, que vulgarmente associados a grandes cidades, para as pequenas e médias cidades.

Mikele Brack, Founding Partner, Urban Living Futures

”Trazer ao interior às pequenas cidades experiências e maneiras de abordar os temas das Cidades Inteligentes, não só cria a capacidade de os cidadãos poderem ficar a par do que são as melhores práticas, como de alguma forma incentiva a que se possam formar as redes necessárias para que alguns projectos se possam realizar.”

António Santos, IBM Smarter Cities Leader for Spain, Portugal

”O que considero mais importante neste evento é a variedade dos oradores, há aqui gente dos quatro cantos do mundo, que trazem conhecimentos e experiências diversificadas e muito interessantes. Adorei e sinto-me honrada poder fazer parte deste evento. ”

Mara Balestrini, Ideas for Change

”Vou a muitos congressos na Europa, Ásia, América e encontrei nesta pequena cidade um evento ao mais alto nível. Auguro que o Smart Travel, inevitavelmente, vai ser uma referência na Europa, na área dos congressos em Smart Cities. ”

Alberto Barnal, INDRA

”Assistimos aqui a uma conferência de elevada qualidade, vou a muitos congressos por todo o mundo e normalmente não encontro a qualidade que encontrei aqui, no Smart Travel.

Sabrina Coccia, Smart Metropolis / International Expert

”O Smart Travel tem uma produção fantástica! Fiquei muito surpreendido com a cidade, com a organização. Assistimos aqui a uma série de apresentações muito interessantes, sobretudo porque se complementaram e no final temos uma visão muito completa e integrada do momento que vivem as cidades e a inovação urbana.”

Daniel Sarasa, OpenYourCity

”Há seis tendências emergentes: visão, co-criação, apoio a empreendedores, inovação, criar distritos de inovação e fazer cidades abertas (sharing cities). Proponho que o Nordeste de Portugal seja a primeira Smart Sharing Region do mundo.”

BOYD COHEN, PH.D, Urban Strategist, Smart Cities, Civic Entrepreneurship, Innovation, Sharing Economy, Professor

”Continuamos a utilizar ferramentas do século XIX para desenhar cidades do século XXI(…) Reivindico a ‘Policy Making’: ação e decisão política. É preciso decidir, podes-te enganar, mas é preciso atuar(…) É a hora dos valores intangíveis.”

PABLO SÁNCHEZ CHILLÓN, Political Scientist, Urban Planner and Innovation Researcher, co-founder and CEO of Eolexcitylab

”Internet somos nós, já é uma parte nossa(…) É preciso desenvolver plataformas de software aberto que permitam desenhar e fortalecer as operações e a memória do meio rural e urbano, facilitando a interação entre pessoas, lugares e coisas.”

STEVE LEWIS, CEO, Founder of Living PlanIT, the award winning international technology company that licenses the PlanIT Operating System, London

”Cidades e territórios pequenos devem trabalhar em rede para ganhar massa crítica(…) É preciso captar talentos empreendedores(…) Quatro conceitos básicos: cultura, criatividade, tradição e inovação. Não há um modelo único de smart city, cada uma tem o seu.”

CATARINA SELADA, Director of `Cidades&Territórios of INTELI and responsable of RENER, Lisboa

”O primeiro passo é conseguir consenso entre todos os membros da comunidade na determinação de querer ser um destino inteligente(…) para dinamizar o turista é necessário geolocalizar os recursos, fidelizar o visitante e voltar ao contacto pessoal.”

FRANCIS ORTIZ, Creative Art&Design Studios, Founder of UBIKUA, Tenerife

”Precisamos uns dos outros para viver em rede(…) Caminhamos para um mundo urbanizado e na cidade é onde acontecem as coisas. As cidades são como é a sua gente(…) Havemos de passar de Smart Cities a Internet of Cities. É necessário colaborar, partilhar problemas e soluções.”

MANEL SANROMÀ, Chief Information Officer Barcelona City Council

”A forma de entender as cidades mudou. A co-criação está a mudar a estrutura de atuação: o cidadão também pode produzir serviços(…) Tem de haver liderança social e não apenas política(…) Entre cidades deve primar a solidariedade.”

ÍÑIGO DE LA SERNA, Mayor Santander, President of FEMP and RECI, Santander

”O essencial de uma smart city é que seja humana(…) Cada cidade tem a sua própria identidade(…) Os próximos 15 anos serão profundamente transformadores. Temos quatro revoluções tecnológicas em simultâneo. É preciso mudar o paradigma humano.”

CARLOS MORENO , Scientific Advisor of the CEO of Cofely INEO, GDFSUEZ Group and Member of CSFRS

”As grandes cidades buscam grandes soluções para grandes problemas. Mas as pequenas cidades também têm grandes problemas, só que têm menos população e por ter menor peso político precisam de se reinventar a si mesmas para serem ouvidas.”

VITOR PEREIRA, Founder of Conteúdo Chave, Communication and lnnovation Agency

”Atualmente os ‘social media’ e outras ferramentas online são imprescindíveis para informar sobre destinos turísticos. O ciclo da viagem tradicional mudou, o viajante informa-se primeiro nas redes sociais. As novas funcionalidades mudaram os hábitos do turista.”

CLARA SOLER, Marketing Consultant & online communícation online. CE0 de @turisticate, Madrid

”Há cinco aspetos a ter em conta quando se pretende ser um destino turístico: identificação, proteção, conservação, apresentação e transmissão da herança cultural e natural e as futuras gerações(…) É preciso ouvir sempre o visitante.”

LORENZO CANTONI, President of IFITT - International Federation for Information Technologies in Travel and Tourism

”É fundamental ser diferente, ser criativo, inovar na mensagem(…) Não há que seguir os dogmas existentes para mostrar oportunidades e identificar novos modelos conceptuais. Todo o problema já nasce com a solução. Tudo está já inventado.”

ROB ADAMS, Strategic Innovator. Owner Six Fingers. Author 'No Ego' & 'Ga Vreemd!'

”Colaboração. Colaboração, colaboração(…) As chaves para que funcione um projeto comunitário são: fixar um objetivo comum, criar novos produtos e serviços, ter confiança para o partilhar e desenvolver, tudo de forma inteligente.”

DAVID TUINZING, Co-Founder of Smart Cities Strategies and Founder of The Smart City Kitchen

”Há um novo turista e agora quem manda é ele: é criativo, quer ser único e pratica o ‘do it yourself’. Para chegar é preciso usar as redes sociais(…) os agentes de turismo têm de se renovar(…) é mais importante o ‘como’ do que o ‘quê’. ”

CAROLINE COURET, Co-founder and Director, Creative Tourism Network R

”É preciso unir-se e partilhar problemas, criar uma rede(…) O difícil é saber quais são as coisas simples que é necessário aplicar em cada território concreto. Como disse Ferran Adrià: ‘O importante não é ser o primeiro senão saber que o primeiro é o mais importante’.”

FRANCISCO J. MORCILLO, Planner in Urban innovation&Project Manager. CEO in MB3 GESTIÓN, CEO in AHYSS

Onde Ficar

onde-ficar-smartravel16

Alojamentos que oferecem sensações e emoções que vai querer experimentar; conforto e hospitalidade que criam o desejo de voltar.

Contactos

Local do Evento

TEATRO MUNICIPAL DE BRAGANÇA

Praça Professor Cavaleiro Ferreira
5300-252, Bragança
Portugal

Telemóvel.:(+351) 919 999 617

Email.: info@smartravel.pt

Blog

Pinela: Caso estudo de Smart Village
Pinela: Caso estudo de Smart Village

Tecnologia e inovação usada na preservação e promoção da memória. Inscreva-se na Experiência “Bragança Genuina” Pinela é uma aldeia do concelho de Bragança, que usa de forma inteligente e inovadora as melhores e mais práticas ferramentas tecnológicas com intuito de salvar as

José Carlos Mota: Compromisso com a Bicicleta

José Carlos Mora é Professor e investigador na Universidade de Aveiro e, sem dúvida, uma referência quando se fala no tema da mobilidade e em especial da mobilidade ciclável. Sendo mestre em Planeamento e Projeto do Ambiente Urbano e doutor em Ciências

José Carlos Mota: Compromisso com a Bicicleta
Universidade Nova junta-se ao Smart Travel
Universidade Nova junta-se ao Smart Travel

Porque o conhecimento e a formação são pilares fundamentais para a construção de estratégias sólidas, o Smart Travel 16, tem entre os seus parceiros a Universidade Nova de Lisboa. Cabe a Miguel Castro Neto, sub-diretor e coordenador da iniciativa Nova Cidade, representar

© 2016 Smartravel'16